sexta-feira, 30 de março de 2018

GAÚCHO 1958

SUA HISTÓRIA É A NOSSA HISTÓRIA 
Gaúcho 100 Anos 12 de Maio de 1918

Gaúcho de 1958













Em pé: Hercules, Bexiga, Xiquita, Enir, Branco e Luiz Sacchet;
Agachados: Itamar, Marchetti, Alberi, Alberi Ribeiro, Biguá e Aderbal

quarta-feira, 21 de março de 2018

Sua História é a NOSSA História

SUA HISTÓRIA É A NOSSA HISTÓRIA 

Gaúcho 100 Anos 12 de Maio de 1918

Gaúcho de 1956
Em pé : Léo, Luiz Sacchet, Balduino, Zizi, Beto e Rebechi;
Agachados: Gilberto, Blanco, Djalma, Ratinho e Juarez;

sexta-feira, 16 de março de 2018

Gente que Coopera Cresce ....


Mais UM Patrocinador Centenário


Nessa quarta-feira dia 14 de março a Sicredi   através de seu Presidente Ari ROSSO e do Vice-Presidente Alexandre Palma Plagio assinaram o contrato de patrocínio do SC Gaúcho para 2018.

O Presidente da Sicredi Ari Rosso  destacou a importância da Sicredi fazer parte dessa data importante para Passo Fundo.  “O Centenário do Gaúcho tem um significado muito grande para a cidade e estado, a Sicredi, que faz parte da comunidade, poucas empresas conseguem atingir os 100 anos então estamos   muito contentes em participar e colaborar.

O presidente do Gaúcho agradeceu e lembrou que a Sicredi no começo da reconstrução  do clube estava presente , fez  e faz  parte das  comemorações  do   Centenário .

quarta-feira, 14 de março de 2018

Parceria de 8 Anos ....

Sport Clube Gaúcho realiza avaliações físicas no Laboratório de Biomecânica da UPF
Nesta terça-feira, 13 de Março , jogadores do SC Gaúcho mediram o percentual de gordura e participaram de testes de flexibilidade e impulsão vertical, aquecimento na bicicleta ergométrica e avaliação de força.
Os processos foram executados por acadêmicos, sob a supervisão do coordenador do laboratório, professor Cleiton Bona.
Nossos agradecimentos   UPF e aos professores  Marcio Tellechea Leiria, Cleiton Bona, Gilnei Lopes Pimentel


domingo, 11 de março de 2018

AINDA DÁ PARA GOSTAR DO FUTEBOL ?
Por Patrick Cruz
Jornal Valor Econômico


O torcedor desceu do carro amparado por muletas e por seu filho ,que dirigiu o automóvel. Era um senhor de costas arqueadas ,andar vacilante. Aquela seria sua primeira visita à BSBIOS Arena ,o novíssimo estádio do Sport Clube GAÚCHO de Passo Fundo RS ,com inauguração prevista para o mês que vem .O torcedor relevou o fato do clube ,outrora da elite do futebol do Rio Grande do Sul ,hoje disputa a terceira divisão do estadual .Tampouco quis saber de ajuda .Pediu ao filho que não o segurasse para andar"  Não,aqui quero entrar sozinho ".

Foi o que fez :CUMPRIU consigo mesmo o compromisso de Testemunhar que o GAÚCHO , SEU clube do coração ,estava vivo. Em uma tarde perdida de abril, em um episódio com poucas testemunhas ,fez com SUAS próprias pernas , ignorando a idade ,o corpo,tudo. A despeito da Fifa,Cbf,dos resultados arranjados ,dos elefantes brancos construídos para a Copa do Mundo ,do baixo nível técnico do Campeonato Brasileiro ,dos públicos minguantes ,da multiplicação de volantes e escassez de cérebros, o Futebol vive .Mas como?

No dia 27 de maio, uma operação orquestrada pelo FBI ,a polícia federal americana ,levou a prisão de alguns dos mais altos dirigentes da FIFA ,a entidade que controla o esporte mais popular do planeta ,entre os detidos estava José Maria Marin, ex-presidente da CBF .Foi um desfecho dramático para anos de suspeitas e acusações de corrupção na escolha de países sedes da Copa do Mundo e de desvio de dinheiro em acertos comerciais da FIFA.
Esses parecem ser elementos eloquentes para certa desilusão de torcedores com a bola .Não é o que diz a vida real .Os 56 mil torcedores que no domingo foram ao Mineirão assistir Atlético Mineiro x Joinville – Um jogo secundário da ainda morna edição 2015 do brasileirão contradizem aqueles que velavam o futebol por antecipação .Assim como contradisse os pessimistas a visita do torcedor ao novo estádio do Gaúcho, em um ato de devoção que os holofotes da primeira divisão nem sequer supõem existir.

Na fala de Gilmar Rosso ,presidente do Gaúcho , a entrelinha que se enxerga é que o futebol é popular apesar das entidades que o controlam e não por causa delas .”Não gosto de Futebol .Gosto é do Gaúcho “ ,diz. A história do dirigente e de seu envolvimento com a reconstrução do clube é um dos casos que respondem a pergunta que abre este texto. Se é possível gostar de futebol ?  Não há dúvida. 

Rosso assumiu a presidência do Gaúcho em 2010 . Sua missão número 1 : assegurar a própria existência do clube . O Gaúcho estava afastado dos gramados e tinha que resolver um imbróglio de tons surgidos em 1996. Naquele ano,um menino acidentou-se nas piscinas do complexo esportivo do antigo estádio Wolmar Salton (o novo estádio mantém o nome do anterior) para arcar com as despesas do tratamento ,o Gaúcho precisava pagar uma pensão à família do garoto.O acordo não foi integralmente cumprido,o estádio foi a leilão e o clube ,que já tinha perdido crédito e espaço na elite do futebol de seu Estado , ficou também sem casa.

Depois de anos de negociações entre o Gaúcho, a Justiça e os credores do clube ,havia cerca de 300 ações de penhora do estádio para pagamento de débito , em 2012 fez-se a luz : um hospital da cidade comprou a área do antigo estádio .
O dinheiro da venda foi para a Justiça ,que ficou responsável pelo pagamento –com descontos – a todos os credores ,incluindo a família do garoto. Status Atual : o Gaúcho não deve um único centavo a quem quer que seja.
Como os credores aceitaram as propostas de desconto nos débitos para receber o que o clube lhes devia ,o Gaúcho ainda ficou com um bom dinheiro – em torno de R$ 3 milhões – para começar a se reconstruir. O clube optou por ter novamente uma casa para chamar de sua , e assim começou a construção do novo estádio.Era uma questão de Honra .
A disposição do clube e de seu presidente de não apenas colocar o time em campo, mas fazê-lo sem varrer os débitos para debaixo do tapete ,deu credibilidade aos esforços . Empresários ,advogados e outras pessoas de bom nome em Passo Fundo se juntaram ao presidente para tentar pôr o Gaúcho em pé. Um dos parceiros de primeira hora é a BSBios,maior produtora de biodisel do país, com faturamento anual superior a R$ 1 bilhão . A empresa não só é patrocinadora como assinou em acordo de “Naming Right “ com o clube : o complexo esportivo que inclui o Wolmar Salton e o Ginásio Teixeirinha, cuja concessão foi obtida pelo clube em acordo com a prefeitura  já é chamado de Arena BSBios .
A empresa sabe que não vende uma gota a mais de biodiesel por causa do patrocínio, mas a matemática não é exclusivamente comercial . “O projeto do clube é sério, e um dos retornos que temos é o de fazer parte de algo positivo para a cidade. A marca do Gaúcho é muito forte “, afirma Erasmo Battistella, presidente da BSBios .

Gilmar Rosso não é remunerado pelo que faz ,enfrentou um processo tenso de renegociação de débitos e , como pessoa razoavelmente bem informada sobre o mundo que o cerca ,sabe que o lado obscuro da bola existe .

Mas, para ele, não há dúvida de que o futebol mantém seu apelo desde sempre “ Cresci indo ao estádio com meu pai” , conta . “ Era lá que o Italiano rígido se soltava,ria ,chorava,cantava e falava os palavrões que não falava em casa . Acho que é no estádio que você realmente conhece seu pai “ .

O Presidente do clube sempre torceu pelo Gaúcho ,então sabe que estar vivo já é um Título .  


Para Construir .....

SUA HISTÓRIA É A NOSSA HISTÓRIA - 100 ANOS 
Para Construir para Reformar ...JR ... é o Lugar !!!

JR Comércio de Cimentos estará com o clube na temporada 2018
No ano de seu centenário, o Sport Clube Gaúcho de Passo Fundo terá dentre seus patrocinadores a JR Comércio de Cimentos. Na terça-feira, o diretor da empresa, Roberto Andretta, assumiu uma das cotas destacando a importância do clube como instituição centenária," O Centenário e a conduta da Direção do Gaúcho nos motivou a participar desta data importante para a cidade de Passo Fundo ."


O presidente do Gaúcho, Gilmar Rosso, agradeceu pela confiança. “Estamos muito felizes com essa parceria com a JR, que já nos ajudava na compra dos materiais, através de descontos nos produtos”, disse em relação às obras da Arena Wolmar Salton BSBIOS e a reforma do Ginásio Teixeirinha.


quarta-feira, 7 de março de 2018

Elas que mandam......

Parabéns a todas as mulheres pelo Dia Internacional da Mulher.

Na foto ,as mulheres torcedoras do Sport Club Gaúcho na década de 1940.
Nota-se que as mulheres torciam separadas dos homens, tendo uma parte do pavilhão somente para elas.

100 Anos .....

Gaúcho 100 Anos              12 de Maio de 2018

Gaúcho de 1954

Em pé :Leo, Emir, Petica, Ben-Hur, Gentil e Magalhães;
Agachados : Paulistinha, Germes, Joir, Caíco e Djalma;

Acervo de: Marco Antonio Damian

domingo, 4 de março de 2018

Parceria Gaúcho e RG

Parceria RG e SC Gaúcho - Gaúcho e o seu Investidor
Rogério Garcia garante: “Sairão muitos craques do interior gaúcho"
O empresário de futebol Rogério Garcia, que fez uma parceria com o Sport Clube Gaúcho, de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, garante que sairão muitos craques do interior do estado. “Escolhi o Gaúcho porque está perto da minha casa já que moro em Cruz Alta por também ser agricultor, produtor rural e pecuarista.
Escolhi o time para fazer um trabalho de gestão desta equipe que completa o centenário em 2018. 
É um clube que não tem nenhuma dívida, que está enxuto, e que quer desenvolver um trabalho para revelar alguns talentos.
Minha empresa de futebol, a RG Sports, vai ser sócia do clube, que tem os direitos econômicos dos atletas”, explica ele.
“Este modelo empresarial é seguido por Paris Saint-Germain, Arsenal, Chelsea, Manchester United, entre outros clubes europeus. Isso já está sendo feito há muito tempo na França, Inglaterra, em times que estão no ápice do futebol mundial, que são empresas e que têm dono. Aqui no Brasil ainda vemos poucos exemplos”, completa Rogério Garcia, que é sócio do empresário Jorge Machado.
“Futebol é uma paixão desde criança. Meus pais são do comércio e as opções que tínhamos na década de 70 era ir no cinema ou ir ver futebol. E por conta disso o futebol começou muito cedo na minha vida.
Depois de um tempo tive curiosidade de conhecer o Jorge Machado em Porto Alegre, um amigo que tenho, um amigo da vida.
E ele começou a me mostrar a empresa dele e comecei a conhecer esse outro lado do futebol, que me encantou. Gosto da prospecção humana.
Para mim é maravilhoso ver alguém evoluir como pessoa e como profissional e é isso que o futebol proporciona”, exalta Rogério Garcia, que é empresário de jogadores como o volante Arthur (do Grêmio), o atacante Marinho (ex-Vitória e atualmente no Changchun Yatai, da China), o lateral Mário Fernandes (ex-Grêmio e atualmente no CSKA Moscou, da Rússia), entre outros.
“Vários clubes de âmbito nacional e internacional já me procuraram por causa dessa minha parceria com o Jorge Machado. Conheci muitas pessoas como Paulo Roberto Falcão, Luxemburgo e tenho uma boa relação com eles. O futebol é uma atividade que cada vez mais precisa se tornar empresarial para poder dar resultados financeiros”, ressalta Rogério Garcia.
“Há 5 anos comecei uma carreira solo e escolhi começar com jogadores de baixa idade que podem ser no futuro grandes craques dentro de Grêmio e Internacional. De uma coisa tenho certeza: sairão muitos craques do interior gaúcho”, exalta o empresário que fez a parceria com o Sport Clube Gaúcho, que disputa a Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho.
N10 Entretenimento
De Luca Moreira -
Foto: MF Press Global

sábado, 3 de março de 2018

Para Sempre vivo em nossa Memória

Nossos  ídolos NÃO morrem

Teixeirinha nascia há 92 anos neste dia 03 de março.

Nossa Homenagem a esse grande Torcedor do Gaúcho .

Começando a Pensar Futebol......

SC GAÚCHO APRESENTA TREINADOR 

Gaúcho na Imprensa / Jornal Diário da Manhã

Coluna Kleiton Venhofen Vasconcellos 02.03.2018

No Gaúcho

A torcida do Sport Clube Gaúcho já tem motivos para esfregar as mãos, pois o Alviverde desde ontem vive o clima de futebol. Na apresentação do laureado Gelson Conte, que tem um currículo muito bom até mesmo com título de Terceirona (foi no Aimoré, em 2012, exatamente sobre um surpreendente Gaúcho), só se falava em futebol na Arena.
Contando também com o apoio de um empresário-investidor, o Gaúcho projeta não apenas jogar, mas vencer a competição que deve iniciar em abril – faltam confirmações de datas por parte da Federação. Ao que parece, o futebol vai dominar as ações em 2018, ano de Centenário do clube. 
Coluna Kleiton Venhofen Vasconcellos

Gelson Conte assume a equipe na disputa da Terceirona em 2018. Clube também passa a ter, oficialmente, a parceria de uma empresa esportiva investidora

O primeiro ato relativo ao futebol em 2018 do Sport Clube Gaúcho foi feito na tarde de ontem (01). O Alviverde apresentou o treinador Gelson Conte, de 49 anos, para conduzir a equipe no centenário. Além dele, a direção também formalizou a parceria com a RG Sports, empresa ligada ao mundo futebolístico.

As negociações entre o treinador e o clube já vinham sendo desenvolvidas há algumas semanas. “Estou feliz pelo desafio. Em 2012 eu tive como desafio comandar o Aimoré, fizemos a final da Terceirona com o Gaúcho e fomos campeões” recordou o técnico. Segundo Gelson Conte, “cabe a nós a responsabilidade na formatação de um grupo e Deus queira que a gente tire logo o Gaúcho da Terceirona. Nosso objetivo é o acesso”. A princípio, serão contratados dois auxiliares técnicos e um preparador físico.
Quanto ao grupo de atletas, Conte afirma que “nós temos alguns jogadores alinhavados. Vamos dividi-los em três grupos, sendo um dos experientes, outro dos jovens que já jogaram e um terceiro dos jovens valores. Estamos traçando o plano de ter um grupo de 25 a 30 jogadores”. A apresentação do elenco ainda não foi definida, pois a Federação Gaúcha de Futebol não determinou a data (nem o número de equipes participantes) da Terceirona.

Conforme o presidente Gilmar Rosso, o objetivo do Gaúcho agora passa a ser exclusivamente o futebol. “Agora vamos tratar de futebol. Quero saber de campo e o Gelson foi uma opção muito boa que apareceu. Com ele chega a empresa RG Sports, que passa a ser a nossa parceira nos negócios envolvendo todo o futebol” explicou. 
A RG Sports é encabeçada pelo empresário Rogério Garcia, que tem forte atuação no mercado do futebol.

Perfil

Natural de Lajeado, Gelson Conte teve uma carreira vitoriosa como jogador. Foi artilheiro do Gauchão de 1991 pelo Lajeadense, com 17 gols. Em seguida, fez parte do Internacional campeão da Copa do Brasil de 1992. Desde 2006, Conte é treinador e passou por equipes como TAC de Três Passos, Juventus de Santa Rosa, São Luiz de Ijuí e São Gabriel. No ano passado, Conte comandou o Guarani de Venâncio Aires e o Juventus de Jaraguá do Sul-SC.

Foto Kleiton Vasconcellos/ DM