quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Sport Clube GAÚCHO de Passo Fundo - BSBios Arena - Vista Aérea Complexo...



Sport Clube GAÚCHO de Passo Fundo  - 



Complexo BSBios Arena - Vista Aérea   Parte II 

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Sport Clube Gaúcho













  

Conheça o Complexo,Vista Aérea, BSBios Arena Sport Clube GAÚCHO de Passo Fundo





http://www.youtube.com/attribution_link?a=XRUyMCqhR1g&u=/user/SportClubGAUCHO%3Ffeature%3Dem-upload_owner

domingo, 10 de janeiro de 2016

...e o sonho se fez realidade

"Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado." 


Como se Construiu o SONHO - 

O Antes ... 

Fotos da Primeira fase da Obra da BSBios Arena

Assinatura da Concessão da Área pelo Prefeito Ayrton Langaro Dipp  e Direção Sport Clube Gaúcho
Clic no Link abaixo:
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.995262273877393.1073741836.152786168125012&type=3

domingo, 27 de dezembro de 2015

HISTÓRIA EM VERDE E BRANCO

"História em Verde e Branco". 
Uma parte da história do Sport Clube Gaúcho, contado por quem viveu está ou conhece ela de bem de perto.
 






Trabalho acadêmico realizado pelos alunos da Universidade de Passo Fundo,
Curso de Jornalismo na disciplina de Projeto Experimental.
Orientação: Professora Nadja Hartmann
Roteiro: Leandro Zanotto
Produção: José Spinelli
Direção: Etson de Oliveira
Colaboração: S.C. Gaúcho e AO Films.

domingo, 20 de dezembro de 2015

NATAL ...

Camisa do SC Gaúcho

Com o Natal chegando, é hora dos presentes!

ADIDAS R$ 140,00

Á Venda :

Paquetá Esportes - do Shopping Bela Cittá

Botolli Esportes - da Rua Bento Gonçalves

Pés Calçados - Ao Lado do Quartel da Brigada

Sr. Adamastor - Ao Lado Catedral



Torcedores de Outras Cidades

Pelo email = esporteclubegaucho@gmail.com

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Quase ...


Falta muito pouco
Arena BSBIOS do SC Gaúcho está praticamente concluída

Jornal O Nacional

Créditos: Luiz Carlos Schneider Do Amaral Santos



O complexo esportivo BSBIOS, do Sport Club Gaúcho, está quase pronta. A nova praça esportiva tem a Arena Wolmar Salton e o Ginásio Teixeirinha.


O verde e o branco destacam-se na paisagem, identificando a nova casa do Gaúcho. “A Arena BSBIOS está 95% concluída”, disse, ontem, o presidente do clube, Gilmar Rosso.


O local tem capacidade inicial para 5.000 expectadores, contando com 1.000 cadeiras azuis e brancas oriundas do Estádio Olímpico do Grêmio.



Após a conclusão do entorno do complexo, em poucas semanas a Arena já poderá ser inaugurada. O ginásio já recebeu um revestimento externo em aluzinco verde.



Segundo o presidente, 90% da obra externa está concluída e, devido às chuvas, alguns reparos ainda não foram finalizados.

domingo, 13 de dezembro de 2015

O Maior presente de Natal para o Torcedor do Gaúcho




Camisas do SC Gaúcho

Com o Natal chegando, é hora dos presentes!

ADIDAS R$ 140,00

LISTRADA R$ 70,00

Paquetá Esportes - Shopping Bela Cittá
Botolli Esportes - da Rua Bento Gonçalves
Pés Calçados - Ao Lado do Quartel da Brigada

Torcedores de Outras Cidades

Pelo email =  esporteclubegaucho@gmail.com
* Acrescentar o Sedex
Graças ao apoio nosso Patrocinador Master BSBios / Dr. Erasmo Carlos ,conseguimos baixar o valor das Camisas .


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Expoacisa

Expoacisa 2015
Inicia nesta sexta-feira (27) e segue até domingo (29).

Torcedores e público poderão visitar a Estande do SC Gaúcho.

Comprar os produtos do SC Gaúcho

Revista , Botons , Adesivos .....

CAMISAS COM PREÇOS DIFERENCIADOS

Torcedor poderá associar-se ao GAÚCHO ...

Vai ver apresentação do Documentário que conta a história do Gaúcho
" HISTÓRIA VERDE E BRANCO ", o mesmo deve ser também apresentado ao público em geral no estante, da Expoacisa 2015

Fotos e Filmagens da BSBios ARENA ... BSBios Complexo Esportivo Teixeirinha ..

...E Fale com o presidente. Em caso de sugestões, dúvidas, elogios e eventuais reclamações,críticas, fale diretamente com Gilmar Rosso ,Presidente do Sport Clube Gaúcho

no Bourbon Shopping.

VISITE-NOS

domingo, 22 de novembro de 2015

HISTÓRIA EM VERDE E BRANCO





"História em Verde e Branco".



Uma parte da história do Sport Clube Gaúcho, contado por quem viveu está ou
conhece ela de bem de perto.



Trabalho acadêmico realizado pelos alunos da Universidade de Passo Fundo, 


Curso de Jornalismo na disciplina de Projeto Experimental.
Orientação: Professora Nadja Hartmann
Roteiro: Leandro Zanotto
Produção: José Spinelli
Direção: Etson de Oliveira











Colaboração: S.C. Gaúcho e AO Films.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Teaser: S.C. Gaúcho - História em Verde e Branco







Confira o Teaser do Documentário Sobre Sport Clube GAÚCHO de Passo Fundo RS Aqui estão apenas alguns dos depoimentos que irão ajudar a contar a história do alviverde!

EM BREVE...

Parabéns a toda a galera envolvida neste trabalho:

Edição e Gravações incríveis da AO Films e do Etson Oliveira.

Produção Especial do Jose Spinelli

Que junto comigo construíram o Roteiro deste documentário.

Agradecimento a Direção do Sport CLUB Gaúcho em especial a figura do presidente Gilmar Rosso.

E todos os outros entrevistados que nos receberam com uma forma carinhosa.
Giba Moraes José Ricardo Attolini Attolini Antonio Augusto Meirelles Duarte Marco Antonio Damian entre outros que quero agradecer enormemente.


E claro a mestre Nadja Hartmann pela orientação.







Cadeiras Grêmio

Cadeiras são instaladas na Arena


Jornal Diário da Manhã

Autor: Kleiton Venhofen Vasconcellos

Casa do Sport Club Gaúcho ganha novas cores com assentos doados pelo Grêmio

A Arena BS Bios, nova casa do Sport Club Gaúcho e que está em fase final de construção, vem ganhando novas cores além dos tradicionais verde e branco. Vindas diretamente de Porto Alegre, onde faziam parte do Estádio Olímpico, cerca de mil cadeiras doadas pelo Grêmio estão sendo instaladas no novo lar do Alviverde.

No primeiro momento, chegaram quase 700 cadeiras – a maioria delas já foi colocada na arquibancada da Arena BS Bios. E, para homenagear o Tricolor da Capital, os assentos não são pintados nas cores do SC Gaúcho.

“Achamos por bem que as cadeiras tivessem as cores azul e branco do Grêmio” explicou o presidente do Alviverde, Gilmar Rosso.

A nova arquibancada da Arena terá capacidade superior a 5 mil lugares. Destes, mil serão verde e branco (localizadas em posição central na arquibancada, são as mesmas que eram utilizadas no antigo Estádio Wolmar Salton) e outras mil mantém a cor azul e branco (e localizadas ao redor das verdes).





A instalação total dos assentos deve ser concluída em uma semana.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Quase


Novo estádio do Gaúcho de Passo Fundo está quase pronto

Torcedores estão ansiosos pela nova casa do clube.


Gaúcho No Gobo Esporte -     RBSTV  - Vídeo   https://t.co/A2qOfV8Rd2

sábado, 5 de setembro de 2015

BSBios Gerando Emprego e Renda

Indústria muda matriz econômica do município

A BSBIOS é a principal responsável por esta transformação, elevando Passo Fundo a 6ª potência econômica do Estado

Créditos: Divulgação
Indústria muda matriz econômica do município




















O processo de industrialização de Passo Fundo mudou a matriz econômica do município. Os resultados têm garantido melhor posição no ranking de crescimento no Rio Grande do Sul. Em 2012, Passo Fundo assumiu a 6ª posição no ranking do PIB gaúcho. A taxa de expansão do PIB, no ano medido, foi de 25%. Com a indústria, cresceu acima da média estadual e chegou a uma produção de R$ 6,2 bilhões. Entre as dez maiores potências do Estado, teve a maior variação nominal da VAB industrial, com crescimento de 29% no período. O desenho da mudança da matriz econômica iniciou em 2005, quando a BSBIOS se instalou no município para produzir biodiesel. Hoje, a indústria é a terceira maior produtora do combustível sustentável do Brasil. Para o secretário de desenvolvimento econômico de Passo Fundo, Carlos Eduardo Lopes da Silva, a empresa tem participação fundamental nesses resultados. “A BSBIOS é muito importante para nós. Contribui para que o PIB se eleve, tem um papel fundamental com relação aos artigos tecnológicos, tornou-se uma empresa exportadora, está gerando riquezas para fora, abrindo mercados e ampliando a sua capacidade de negociação. Além de incentivar a produção de canola e a soja, fazendo com que tenhamos uma maior qualificação dos produtores e uma maior valorização dos preços. Tudo isso impacta positivamente na cidade”.
Biodiesel
O país deve fechar o ano como o 2º maior produtor de biodiesel do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. Passo Fundo, por sua vez, tem papel importante nessa colocação, com o fornecimento, desde 2007, de quase 1 bilhão de litros. O combustível começou a ser produzido no Brasil em 2005, com a edição do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel, em dezembro do ano anterior. O produto era tido como o mercado do futuro, mas sofreu algumas baixas no decorrer dos anos. A partir de 2008, a mistura de biodiesel puro ao óleo diesel passou a ser obrigatória. Começou com uma porcentagem de 2%, ainda em caráter autorizativo, passou para 3% em 2007 e, em 2010, chegou a 5%, valor que não sofreu alteração até o ano passado. Em consequência, a ociosidade das usinas superava os 60% em 2013, pois a capacidade instalada era de 7 bilhões de litros/ano e a produção e o consumo nacional foi de 2,9 bilhões de litros. Isso levou a quase 30 usinas a fecharem suas portas ou suspender as operações. Esse quadro foi alterado em novembro de 2014, quando o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aumentou para 7% o percentual obrigatório de mistura. A mudança deu fôlego ao setor e deve provocar um crescimento significativo em 2015, um aumento de mercado em torno de 40% em relação ao ano passado.
BSBIOS
Em Passo Fundo, a produção do biocombustível teve início em 2007. A BSBIOS tem capacidade para produzir aproximadamente 424,8 milhões de litros de biodiesel/ano. Desde a fundação, a empresa já produziu mais de 937 milhões de litros e a marca de 1 bilhão deve ser atingida até o final do ano. Além dos mais de 500 empregos gerados, o impacto da indústria é sentido na agricultura, beneficiando cerca de quinze mil agricultores familiares, produtores de soja e canola nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. De acordo com o diretor presidente da empresa, Erasmo Carlos Battistella, a relação com os produtores tem duas frentes. “A primeira é um trabalho direto, onde nós compramos a produção, vendemos para eles fertilizantes e defensivos e prestamos assistência técnica, independentemente se o produtor é pequeno, médio ou grande. A segunda forma de trabalho é mais direcionada aos produtores pequenos, de onde vêm 40% da nossa matéria-prima. Esse produtor vende diretamente para nós ou através de cooperativas de toda a região”, explica. Esse impacto econômico e social na produção agrícola primária é positivo para o município. “A vinda da empresa provocou uma valorização na produção agrícola, principalmente da soja, e uma estabilidade maior de preços. Como a gente processa soja e produz biodiesel o ano todo, há uma demanda o ano todo pelo produto. Quando não havia produção de biodiesel, a demanda era mais focada na safra”, pontua Battistella. Em 2008 o Ministério do Desenvolvimento Agrário criou o Selo Combustível Social (SCS), que prevê benefícios fiscais para as usinas que adquirirem matérias-primas da agricultura familiar organizada em cooperativas. Segundo a Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio), um ano após, o SCS se transformou no maior programa de transferência de renda para o homem do campo, com repasses - só na compra das matérias-primas oleaginosas como soja, canola, girassol, algodão e gordura animal - de quase R$ 11 bilhões até o final deste ano. Para o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Passo Fundo e diretor do setor indústria da Acisa (Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócio de Passo Fundo), Marcos Cittolin, a vinda da BSBIOS agregou valor a cerca de 10% da soja produzida no Estado. “Todo o seu faturamento, seja no biodiesel, no farelo ou em outro qualquer subproduto é um novo valor na economia local e regional. A inauguração da empresa foi a grande marca da retomada do crescimento industrial, parece que mexeu positivamente com a autoestima da cidade e depois dela muita coisa boa aconteceu em termos de crescimento industrial em Passo Fundo”.
A força da Indústria
Um investimento de cerca de R$ 4 bilhões para gerar mais de 100 mil empregos em 65 usinas em todo o país. O que começou em 2004 hoje reverbera na sociedade de modo positivo. Só em Passo Fundo, o valor adicionado bruto da indústria ao PIB desde 2007, ano de início da produção, aumentou mais de 100%. “Nós conseguimos aumentar o PIB industrial significativamente. Eu acredito que hoje nós somos uma das maiores empresas da região norte do Estado no que diz respeito a faturamento e geração de impostos, tanto federais como estaduais e municipais. Isso tem um impacto significativo para o município”, explica Battistella. Para ele, a indústria tem papel importante no posicionamento de Passo Fundo como um dos maiores potenciais do Rio Grande do Sul. “Colocamos o município dentro de um novo mapa estratégico na produção de biocombustível. Além de, indiretamente, auxiliar no comércio e na prestação de serviços”. A indústria como um todo passou a ter maior importância no PIB de Passo Fundo, aumentando sua representatividade, a partir do ano 1996. Para o economista e professor da Universidade de Passo Fundo, Marco Antonio Montoya, isso mostra um amadurecimento na matriz econômica do município. “A dependência de poucos setores causa muitas crises, fragiliza a economia. A matriz produtiva mudou seu perfil para melhor, os setores serviço e indústria se fortalecem e fortalecem a economia como um todo”.
Farelo de soja
Com a produção realizada a partir do óleo de soja, além do biodiesel é produzido uma grande quantidade de farelo de soja. O desenvolvimento ocorre não apenas no município da usina, mas nas cidades do entorno, que recebem centros de recebimento de grãos, mais próximos dos agricultores. Apenas a BSBIOS possui 17.

Sustentabilidade
O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis como óleos vegetais e gorduras animais. Estimulados por um catalisador, eles reagem quimicamente com álcool. Existem diferentes espécies de oleaginosas no Brasil que podem ser usadas para produzir o biodiesel. Entre elas estão a mamona, dendê, canola, girassol, amendoim, soja e algodão. Matérias-primas de origem animal, como o sebo bovino e gordura suína, também podem ser utilizadas na fabricação do biodiesel.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Ainda dá para gostar do futebol ?

Ainda dá para gostar do futebol ?
Por Patrick Cruz
Jornal Valor Econômico

O torcedor desceu do carro amparado por muletas e por seu filho ,que dirigiu o automóvel.Era um senhor de costas arqueadas,andar vacilante.Aquela seria sua primeira visita à BSBios Arena ,o novíssimo estádio do Sport Clube GAÚCHO de Passo Fundo RS ,com inauguração prevista para o mês que vem .O torcedor relevou o fato do clube ,outrora da elite do futebol do Rio Grande do Sul ,hoje disputa a terceira divisão do estadual .Tampouco quis saber de ajuda .Pediu ao filho que não o segurasse para andar" Não,aqui quero entrar sozinho ".

Foi o que fez : CUMPRIU consigo mesmo o compromisso de Testemunhar que o GAÚCHO , SEU clube do coração ,estava vivo.Em uma tarde perdida de abril, em um episódio com poucas testemunhas ,fez com SUAS próprias pernas , ignorando a idade ,o corpo,tudo.A despeito da Fifa,Cbf ,dos resultados arranjados ,dos elefantes brancos construídos para a Copa do Mundo ,do baixo nível técnico do Campeonato Brasileiro ,dos públicos minguantes ,da multiplicação de volantes e escassez de cérebros,o Futebol vive .Mas como ?

No dia 27 de maio, uma operação orquestrada pelo FBI ,a polícia federal americana ,levou a prisão de alguns dos mais altos dirigentes da FIFA ,a entidade que controla o esporte mais popular do planeta .entre os detidos estava José Maria Marin, ex-presidente da CBF .Foi um desfecho dramático para anos de suspeitas e acusações de corrupção na escolha de países sedes da Copa do Mundo e de desvio de dinheiro em acertos comerciais da FIFA .

Esses parecem ser elementos eloquentes para certa desilusão de torcedores com a bola .Não é o que diz a vida real .Os 56 mil torcedores que no domingo foram ao Mineirão assistir Atlético Mineiro x Joinville – Um jogo secundário da ainda morna edição 2015 do brasileirão-contradizem aqueles que velavam o futebol por antecipação.Assim como contradisse os pessimistas a visita do torcedor ao novo estádio do Gaúcho, em um ato de devoção que os holofotes da primeira divisão nem sequer supõem existir.

Na fala de Gilmar Rosso ,presidente do Gaúcho , a entrelinha que se enxerga é que o futebol é popular apesar das entidades que o controlam e não por causa delas .
”Não gosto de Futebol .Gosto é do Gaúcho “ ,diz. A história do dirigente e de seu envolvimento com a reconstrução do clube é um dos casos que respondem a pergunta que abre este texto.Se é possível gostar de futebol ?  Não há dúvida.

Rosso assumiu a presidência do Gaúcho em 2010 .Sua missão número 1 : assegurar a própria existência do clube . O Gaúcho estava afastado dos gramados e tinha que resolver um imbróglio de tons surgidos em 1996.Naquele ano,um menino acidentou-se nas piscinas do complexo esportivo do antigo estádio Wolmar Salton (o novo estádio mantém o nome do anterior).para arcar com as despesas do tratamento ,o Gaúcho precisava pagar uma pensão à família do garoto.O acordo não foi integralmente cumprido,o estádio foi a leilão e o clube ,que já tinha perdido crédito e espaço na elite do futebol de seu Estado , ficou também sem casa.

Depois de anos de negociações entre o Gaúcho, a Justiça e os credores do clube – havia cerca de 300 ações de penhora do estádio para pagamento de débitos -, em 2012 fez-se a luz : um hospital da cidade comprou a área do antigo estádio .
O dinheiro da venda foi para a Justiça ,que ficou responsável pelo pagamento –com descontos – a todos os credores ,incluindo a família do garoto.Status Atual : o Gaúcho não deve um único centavo a quem quer que seja.
Como os credores aceitaram as propostas de desconto nos débitos para receber o que o clube lhes devia ,o Gaúcho ainda ficou com um bom dinheiro – em torno de R$ 3 milhões – para começar a se reconstruir. O clube optou por ter novamente uma casa para chamar de sua , e assim começou a construção do novo estádio.Era uma questão de Honra .

A disposição do clube e de seu presidente de não apenas colocar o time em campo, mas fazê-lo sem varrer os débitos para debaixo do tapete ,deu credibilidade aos esforços .Empresários ,advogados e outras pessoas de bom nome em Passo Fundo se juntaram ao presidente para tentar pôr o Gaúcho em pá. Um dos parceiros de primeira hora é a BSBios,maior produtora de biodiesel do país, com faturamento anual superiora R$ 1 bilhão .A empresa não só é patrocinadora como assinou em acordo de “naming right “ com o clube : o complexo esportivo (que inclui o Wolmar Salton e o Ginásio Teixeirinha,cuja concessão foi obtida pelo clube em acordo com a prefeitura ) já é chamado de BSBios Arena .

A empresa sabe que não vende uma gota a mais de biodiesel por causa do patrocínio,mas a matemática não é exclusivamente comercial . “O projeto do clube é sério, e um dos retornos que temos é o de fazer parte de algo positivo para a cidade.A marca do Gaúcho é muito forte “, afirma Erasmo Battistella, presidente da BSBios .

Gilmar Rosso não é remunerado pelo que faz ,enfrentou um processo tenso de renegociação de débitos e , como pessoa razoavelmente bem informada sobre o mundo que o cerca ,sabe que o lado obscuro da bola existe .
Mas, para ele, não há dúvida de que o futebol mantém seu apelo desde sempre “ Cresci indo ao estádio com meu pai” , conta . “ Era lá que o Italiano rígido se soltava,ria ,chorava,cantava e falava os palavrões que não falava em casa . Acho que é no estádio que você realmente conhece seu pai “ .

O Presidente do clube sempre torceu pelo Gaúcho ,então sabe que estar vivo já é um Título .