sexta-feira, 30 de novembro de 2012

LIÇÃO DE JUSTÇA












Editorial 

Lição de justiça

Jamais se poderia imaginar que episódio envolvendo um simples clube de futebol da cidade pudesse deixar um legado e lição de justiça que podemos estender a várias circunstâncias de nossas vidas. 

Nos referimos ao Sport Club Gaúcho, o quase extinto “periquito do boqueirão”. após ser sufocado por sucessivos maus gestores que o levaram a total insolvência, agora  ressuscita, literalmente, depois de um grande acordo jurídico o Gaúcho estava “morto e sepultado” com sentenças condenatórias de toda a ordem, muitas delas, irresponsavelmente, nem contestadas, a ponto de ter perdido inclusive seu valorizado imóvel a preço vil em decisões judiciais a favor de credores. 

Não sobrava mais nada a não ser a determinação, vontade, perseverança de um ardoroso torcedor que de forma abnegada, abdica de seus afazeres empresariais e familiares, para se dedicar de forma sonhadora, como um Don Quixote, a lutar pelo seu humilde clube do coração. o Don Quixote passo-fundense chama-se Gilmar Rosso. o maluco (como é carinhosamente chamado por todos), assim como Don Quixote, levanta sua espada e investe contra o impossível: ressuscitar o Gaúcho. 

Logo na sua arrancada, percebe que seu sonho é o mesmo de muitos - só que um tanto realistas -  o que lhe encoraja ainda mais. Por anos a fio, usou de suas próprias economias e enfrentou o impossível. tamanha fé, vontade e atitude por simples contemplação de um bem de todos, leva esse cidadão a ser iluminado pelo “todo Poderoso” e consegue o que só ele mesmo acreditava, ninguém mais. 

Tendo na mesa uma realidade que desagradava todas as partes, ou seja: o Clube falido, o principal credor (garoto que se acidentou na piscina do clube) na miséria e só alguns terceiros (assessores das partes) ganhando; o Presidente Rosso, inspirado pelo espírito gaúcho (gaudério dos pampas) resolve esvaziar as animosidades e rixas entre as partes, que nada estavam ganhando, propondo numa “roda de mate” uma forma achar uma saída que fosse boa para todos. reuniu as partes com Juiz e Promotor, mostrou que o que tínhamos era a mais pura injustiça da justiça e que o desejo de todos era reverter esse quadro e ser justo com maior número de envolvidos. 

Conseguiu um Hospital São Vicente de Paulo interessado na área, concedendo um voto de confiança na difícil negociação, e, na última quarta-feira tudo se concretizou. o Sport  Club Gaúcho ressurge com todas suas contas pagas e com algum recurso para iniciar nova etapa. o menino vítima do acidente na piscina também fica com garantia para o resto de sua vida, além de ex-funcionários demitidos e até então sem esperança de receberem alguma indenização. Vitória de todos! 

Lição de justiça e de vida. 

Fica nossa homenagem e de toda comunidade ao valoroso Presidente Gilmar Rosso, que deixa seu nome marcado na história de Passo Fundo, pelo seu exemplo, sua integridade, sua lição de perseverança e temperança. 

João Chagas Leite, cantor nativista, na memorável canção Seiva de Vida e Paz diz... “Se os senhores da guerra mateassem ao pé do fogo, deixando o ódio para trás, antes de lavarem a erva, o mundo estaria em paz...”

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

HOSPITAL SÃO VICENTE É O COMPRADOR DA ÁREA DO GAÚCHO


Publicada em: 28/11/2012 - 15:44 , por Rodrigo Accorsi/ Jornal O Nacional 

HSVP é o comprador do patrimônio do Sport Club Gaúcho

Anúncio foi feito em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira no Ministério Público Estadual. Hospital comprou a área por R$ 8,6 milhões

Créditos: Rodrigo Accorsi/ON
O presidente do S.C. Gaúcho, Gilmar Rosso, o promotor Mário Guadagnin e o presidente do HSVP, Décio Ramos de Lima se cumprimentam ao final da audiência




















O Hospital São Vicente de Paulo adquiriu o Estádio Wolmar Salton pelo valor de R$ 8,6 milhões. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira, no auditório do Ministério Público Estadual de Passo Fundo. O montante, que será pago num total de seis parcelas, vai servir para beneficiar o jovem Alexsandro Paz Dikeh, de 26 anos, que, no ano de 1998, quando tinha apenas 12 anos de idade sofreu um acidente na piscina do Sport Club Gaúcho e hoje está interditado pela justiça, além de outros credores do clube. 

O que sobrar deve ser revertido ao Sport Club Gaúcho, para que possa iniciar a construção seu novo estádio, num terreno cedido pelo município, localizado próximo ao Ginásio Teixeirinha, também no bairro Boqueirão. O presidente do S.C. Gaúcho, Gilmar Rosso, o promotor de justiça Mário Guadagnin, o presidente do HSVP, Décio Ramos de Lima e os advogados Cássio Moreira e José Alexandre dos Santos, que defendem os interesses de Alexsandro, fizeram parte da mesa. Ainda faltam alguns detalhes para que o imóvel seja passado para o nome do hospital, mas isso deve se resolver em mais alguns dias.

Intervenção do MP
O promotor Mário iniciou dizendo que, num ato informal, gostaria de fazer o esclarecimento sobre a razão da intervenção do Ministério Público nos processos que envolvem o Estádio Wolmar Salton. Ele disse que em função do jovem Alexsandro estar interditado, a promotoria teve que intervir no processo para preservar seus interesses, além de todos os processos judiciais movidos contra o clube. “O MP pediu várias providências e uma delas foi a da nomeação de um administrador judicial para o imóvel. O juiz atendeu ao pedido e nomeou o dr. Cássio Moreira, que passou a atuar também junto com o dr. José Alexandre como procurador constituído pela família do Alexsandro”, explicou. 

Acordo
De acordo com ele, o valor que fosse auferido com a venda do imóvel não iria servir para beneficiar somente Alexsandro, mas todos os credores trabalhistas do clube. “A ideia era desde o início contemplar a todos os credores, principalmente os trabalhistas, mas havia alguns empecilhos”. O primeiro é que a arrematação era questionada na justiça, inclusive pelo clube, e também pela Fazenda Pública Nacional. O segundo era que existiam inúmeras penhoras na matrícula do imóvel e o terceiro é que o estádio havia sido tombado pelo governo municipal. “Isso tudo dificultava a venda e o comprador, em princípio, não poderia modificar a estrutura do local”, disse o promotor Mário. 

Consenso

Em razão de todas essas dificuldades, ele explica que todos os envolvidos passaram a trabalhar para fazer uma negociação para que se pudesse firmar um acordo que satisfizesse todas as partes. “Chegou-se a esse acordo, que no entender do MP, preserva os interesses do curatelado, Alexsandro. Foi feita uma grande obra e todos colaboraram para que houvesse essa decisão consensual. Todos cederam um pouco, abriram mão de partes dos seus direitos e em parte, saem beneficiados”. Com isso, segundo ele, o acordo evita mais anos de litígio judicial em que o jovem Alexsandro não teria nenhum proveito e em que o estádio iria continuar como está hoje. “Se não fosse essa solução, os processos se arrastariam por anos”.

Melhor oferta
Ao tomar a palavra, o advogado Cássio Moreira disse que sempre procurou atuar na defesa dos direitos de Alexsandro, mas sempre mantendo contato direto com o SC Gaúcho. “Tivemos algumas diferenças, mas nunca nos desrespeitamos. Estávamos tentando a venda do imóvel, mas, em função dos entraves, tudo se tornava muito difícil”. Depois de levar em consideração essa situação, Cássio fala que procurou uma aproximação maior do clube. A intervenção do MP, segundo ele, foi fundamental para o acordo. “Numa reunião entramos em consenso e decidimos que, por um acordo geral, inclusive com a colaboração do município seria a única maneira viável de conseguirmos efetiva a venda do imóvel, sempre prevalecendo a melhor oferta, que foi do HSVP”.

Nova fase
Gilmar Rosso, muito emocionado, disse que, quando assumiu a presidência do clube, há três anos, passava uma caixinha entre os torcedores, que ali depositavam pequenos valores para que o Gaúcho pudesse ter alguma renda. “Mesmo com todas as dificuldades que enfrentávamos muitas pessoas não deixaram o Gaúcho morrer. Isso me veio à memória. Hoje concretizamos o que iniciamos correndo a caixinha lá em Marau”. Professor de História e Sociologia, ele fez questão de lembrar que antes de tudo, sempre procura valorizar o lado humano das pessoas. “Sempre peço para que meus alunos façam um trabalho sobre humanismo e sobre o que essa palavra significa. Nada é mais importante que o ser humano e isso, desde o primeiro instante, sempre preservamos no Gaúcho. Hoje começa uma nova fase na história do Gaúcho”. 

50 anos
Décio Ramos de Lima disse que aquele era um dos dias importantes de sua vida, porque estava ali representando uma instituição muito tradicional de Passo Fundo e lembrou que o Sport Clube Gaúcho e o Hospital São Vicente de Paulo foram criados no mesmo ano. “O Gaúcho é mais velho por menos de 40 dias. O HSVP não tem dono e é administrado até hoje pelos vicentinos e que trabalha para que o município se consolide como polo regional”. Ele disse que a aquisição da área do estádio, possibilita ao HSVP pensar a saúde em Passo Fundo pelo menos pelos próximos 50 anos. “Para nós, é um orgulho muito grande. Precisamos dessa área porque não temos mais para onde ampliar o hospital. Graças ao esforço de todos, hoje estamos coroando essa compra. Com isso estamos fazendo com que a história de um clube que faz parte da história de Passo Fundo”.


http://www.onacional.com.br/esporte/3046/hsvp+e+o+comprador+do+patrimonio+do+sport+club+gaucho#

HOSPITAL SÃO VICENTE DE PAULO É O COMPRADOR DO PATRIMÔNIO DO SPORT CLUBE GAÚCHO


Publicada em: 28/11/2012 - 15:44



Anúncio foi feito em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira no Ministério Público Estadual. Hospital comprou a área por R$ 8,6 milhões




O Hospital São Vicente de Paulo adquiriu o Estádio Wolmar Salton pelo valor de R$ 8,6 milhões. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira, no auditório do Ministério Público Estadual de Passo Fundo. O montante, que será pago num total de seis parcelas, vai servir para beneficiar o jovem Alexsandro Paz Dikeh, de 26 anos, que, no ano de 1998, quando tinha apenas 12 anos de idade sofreu um acidente na piscina do Sport Club Gaúcho e hoje está interditado pela justiça, além de outros credores do clube.

O que sobrar deve ser revertido ao Sport Club Gaúcho, para que possa iniciar a construção seu novo estádio, num terreno localizado entre a Efrica e o Ginásio Teixeirinha, também no bairro Boqueirão. O presidente do SC Gaúcho, Gilmar Rosso, o promotor de justiça Mário Guadagnin, o presidente do HSVP, Décio Ramos de Lima e os advogados Cássio Moreira e José Alexandre dos Santos, que defendem os interesses de Alexsandro, fizeram parte da mesa.

CRÉDITOS RODRIGO ACCORSI

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Comprador do patrimônio do Gaúcho....


Publicada em: 27/11/2012 - 16:12 , por Rodrigo Accorsi/ON

COMPRADOR DO PATRIMÔNIO DO GAÚCHO DEVE SER ANUNCIADO NESTA QUARTA-FEIRA

Reunião está marcada para às 14 horas, no Ministério Público

Créditos: Arquivo/ON
Comprador do patrimônio do Gaúcho deve ser anunciado nesta quarta-feira

Está marcada para às 14 horas desta quarta-feira uma reunião em que deve ser apresentado o comprador do patrimônio do Sport Club Gaúcho. O encontro acontece no auditório do Ministério Público, em Passo Fundo e nele, além do adquirente do estádio Wolmar Salton, deve ser apresentado também o valor que será pago pelo imóvel. O nome do comprador e os valores ainda não foram anunciados porque o processo corre em segredo de justiça. O presidente do clube, Gilmar Rosso, afirma que a partir desse momento, o Sport Club Gaúcho vai passar a viver uma nova fase na sua quase centenária história. “Estamos lidando com esse processo há um bom tempo e agora, finalmente conseguimos chegar a um acordo. É uma história que termina e estamos muito felizes por isso”, diz.

Nova fase

O ano de 2012 é um ano que entra para a história do clube. Com um time quase desacreditado, o Gaúcho conseguiu superar equipes com folhas salariais e estruturas muito maiores e está classificado para a Divisão de Acesso de 2013. Mesmo com pouco tempo para pensar em futebol o clube conseguiu seu grande objetivo no ano e Gilmar conta que a partir de janeiro vai ter mais tranquilidade e conseguir dar mais atenção aos assuntos que dizem respeito especificamente ao futebol. “É uma página da história do Gaúcho que está sendo virada. A partir desse momento vamos começar a pensar na construção do nosso novo estádio, para que possamos atender aos anseios dos nossos torcedores. Essa reunião de hoje, para nós é motivo de alegria e não tristeza. Vamos passar a viver uma nova fase”. 

Peleia FC: EXCLUSIVO - Presidente do Gaúcho conta os bastidores

EXCLUSIVO  - PRESIDENTE DO GAÚCHO CONTA OS BASTIDORES DO CLUBE NO ACESSO





Peleia FC: EXCLUSIVO - Presidente do Gaúcho conta os bastidor...:        

A vida dos clubes do Interior está cada vez mais difícil. Tirando os 14 times da Série A do Gauchão, que vivem com a verba do Ga...

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

NOTA OFICIAL


 NOTA OFICIAL


Diante dos boatos publicados recentemente envolvendo o nome do SC GAÚCHO, SOBRE A VENDA DO ESTÁDIO WOLMAR SALTON , citando inclusive o valor (IRREAL) , A Direção do SPORT CLUBE GAÚCHO , vêm a público manifestar seu repúdio às colunas publicadas em Jornal, Blog e Facebook , que configura um total desrespeito as premissas do Código de Ética dos Jornalistas do Brasil, através de matéria que distorce e ignora a verdade dos fatos relativos ao dia a dia do clube, apresentando de forma descontextualizada e irresponsável, aspectos abordados pelos autores, manipulando ou omitindo informações e cometendo erros factuais gravíssimos, sem se preocupar com os danos que poderia causar ao clube. 

Desta forma, em defesa da coerência, da verdade o Presidente GILMAR ROSSO , subscreve esta Nota de Repudio.


segunda-feira, 19 de novembro de 2012


O verdadeiro imortal veste verde e branco! (parte II)

Na primeira parte deste CONPÊNDIO gauchista acompanhamos a MAMBEMBE saga do Gaúcho na primeira fase da SEGUNDA DIVISÃO do CTGZÃO que culminou em uma classificação na Bacia das Almas do Grupo A.

Nas quartas de final que se aprochegavam, os passofundenses mediriam forças contra o Três Passos, líder da Chave B e até então invicto na competição.
E o que por si só já seria dificultoso, ficou ainda mais quando Celso Freitas deixou o Periquito para assumir o comando técnico do Garibaldi.
A diretoria do clube agiu rápido e alguns dias após, confirmou o auxiliar técnico Marco Aurélio Souza como comandante do time para o restante da Segundona. Juntamente com este anúncio, foi comunicado também que SERJÃO, ex-zagueiro e ídolo da torcida alvi-verde, presente inclusive na campanha do vice-campeonato da Divisão de Acesso em 2005.
E com este novo CORPO técnico na casamata, o Gaúcho recebeu o TAC para a partida de ida das quartas de final. Em um jogo muito disputado, o jalde-negro bateu o time que enverga o manto que fora usado um dia por ZANGÃO pelo marcador de 1 a 0.
Para o jogo da volta, novamente um cenário pouco ALENTADOR para o imortal dos IRMÃOS PONTES. Jogo no alçapão do adversário, sendo que o TAC além de ostentar a invencibilidade, trazia consigo a vantagem do empate e a promessa de casa mais do que cheia. Para revivermos a ansiedade deste embate, aqui está um breve relato do clima que antecedia o jogo.
Pois bem, as equipes foram a campo num Luiz de Medeiros pulsante e abarrotado. O Três Passos veio disposto a definir as coisas logo e exigiu que Souza tivesse que pegar tudo e mais um pouco. Entretanto, não teve jeito e no fim da primeira etapa, Julinho fez 1 a 0 para o time da terra da FEICAP.
O Gaúcho teria que fazer dois TENTOS em apenas quarenta e cinco minutos. Tirando motivação das CATACUMBAS do Wolmar Salton, o alvi-verde se bandeou adelante. O talismã Léo, logo no início, empatou a partida.
O jogo se transformara em um teste pra cardíaco (BUENO, Galvão) e após ambas as esquadras desperdiçarem oportunidades, LÉO fez seu segundo gol no jogo, assinalando a virada e a classificação do inesgotável passofundense para as semifinais.
A aventura dos herdeiros do CANHÃO DA SERRA chegava muito próxima de seu cume. 180 minutos separavam o time de Souza, Da Silva e Léo de uma antes improvável, mas agora TATEÁVEL ascensão para a Divisão de Acesso 2013.
Doravante, o mais irônico do confronto contra o Garibaldi não passava pelas quatro linhas. Mas sim, pelo duelo entre CRIADOR e CRIATURA. Pois, lembremos que o técnico do time CHAMPANHISTA era nada mais, nada menos do que CELSO FREITAS. Como diriam os filósofos de BODEGA: “Coisas do futebol”.
Também é digno de nota que o retrospecto não ajudava o time de SERJÃO, haja visto que na primeira fase, o time da serra havia vencido os dois jogos disputados entre as duas equipes.
Mas, contra todo e qualquer fato lógico ou presumível, foram os dois esquadrões para primeira perna da semifinal. O Vermelhão da Serra finalmente recebeu um público expressivo e o alvi-verde fez o dever de casa, Da Silva fez o gol da vitória do Gaúcho em jogo marcado por uma amável troca de socos e pontapés entre integrantes de ambas as comissões técnicas. Lindo.
Os últimos 90 minutos dessa semifinal foram disputados em um Alcides Santa Rosa que recebeu cerca de 1,5 mil ALMAS e que puderam prestigiar um grande jogo.
Logo no início, o Garibaldi já teve gol anulado. E após instituir o TERROR na área guarnecida por FORTES e Nikolas, DÊNIO marcou o primeiro gol do rubro-negro.

E a partida transcorria muito movimentada, bolas na trave de ambos os times, Souza e BAIANO executando ótimas defesas. Na volta da pausa para o RISOLES de carne, a situação, como já de costume, complicou-se para LOS GAUCHOS.
Mozato foi expulso, contudo não esqueçamos NUNCA sobre qual clube estamos falando. Fazendo emergir sua IMORTALIDADE, o Gaúcho chegou ao empate com gol de Castagnete.

Faltava pouco para o acesso, só que nada é fácil para Gilmar Rosso e seus atletas. William fez o segundo gol garibaldense e a pressão do time da casa foi multiplicada. Souza, sempre ele, foi um verdadeiro FORTE CAÇAPAVANO no gol e após TRILHÕES de minutos acrescidos ao tempo regulamentar, o alvi-verde garantiu a vaga na final da SEGUNDONA e, principalmente, o seu lugar na Divisão de Acesso 2013.
No retorno para Passo Fundo, a delegação foi ovacionada com direito a carreata muita PASTELINA para os festejos serem dignos.

Então viventes, agora os senhores(as) sabem como foi o tortuoso e arisco caminho do periquito até chegar a essa final que a cada segundo se aproxima mais.
Um grande confronto entre SPORT CLUB GAÚCHO e CLUBE ESPORTIVO AIMORÉ se aproxima, campanhas completamente opostas, mas camisetas tradicionais e representativas do nosso futebol.

O primeiro jogo será nesse sábado às 19:30 no Vermelhão da Serra, o jogo da volta será domingo que vem, em horário a definir, em São Leopoldo. Que vença o melhor!
Fotos de Jornal da Manhã e Jornal Novo Tempo.
Deveras ansioso e contando os segundos,
Natan Dalprá Rodrigues








O verdadeiro imortal veste verde e branco! (parte II)


O verdadeiro imortal veste verde e branco! (parte II)


Porção alvi-verde de Passo Fundo, em chamas, recepciona seus herois.Na primeira parte deste CONPÊNDIO gauchista acompanhamos a MAMBEMBE saga do Gaúcho na primeira fase da SEGUNDA DIVISÃO do CTGZÃO que culminou em uma classificação na Bacia das Almas do Grupo A.
Nas quartas de final que se aprochegavam, os passofundenses mediriam forças contra o Três Passos, líder da Chave B e até então invicto na competição.
E o que por si só já seria dificultoso, ficou ainda mais quando Celso Freitas deixou o Periquito para assumir o comando técnico do Garibaldi.
A diretoria do clube agiu rápido e alguns dias após, confirmou o auxiliar técnico Marco Aurélio Souza como comandante do time para o restante da Segundona. Juntamente com este anúncio, foi comunicado também que SERJÃO, ex-zagueiro e ídolo da torcida alvi-verde, presente inclusive na campanha do vice-campeonato da Divisão de Acesso em 2005.
E com este novo CORPO técnico na casamata, o Gaúcho recebeu o TAC para a partida de ida das quartas de final. Em um jogo muito disputado, o jalde-negro bateu o time que enverga o manto que fora usado um dia por ZANGÃO pelo marcador de 1 a 0.
Para o jogo da volta, novamente um cenário pouco ALENTADOR para o imortal dos IRMÃOS PONTES. Jogo no alçapão do adversário, sendo que o TAC além de ostentar a invencibilidade, trazia consigo a vantagem do empate e a promessa de casa mais do que cheia. Para revivermos a ansiedade deste embate, aqui está um breve relato do clima que antecedia o jogo.
Pois bem, as equipes foram a campo num Luiz de Medeiros pulsante e abarrotado. O Três Passos veio disposto a definir as coisas logo e exigiu que Souza tivesse que pegar tudo e mais um pouco. Entretanto, não teve jeito e no fim da primeira etapa, Julinho fez 1 a 0 para o time da terra da FEICAP.
La pelea ante el jalde-negroO Gaúcho teria que fazer dois TENTOS em apenas quarenta e cinco minutos. Tirando motivação das CATACUMBAS do Wolmar Salton, o alvi-verde se bandeou adelante. O talismã Léo, logo no início, empatou a partida.
O jogo se transformara em um teste pra cardíaco (BUENO, Galvão) e após ambas as esquadras desperdiçarem oportunidades, LÉO fez seu segundo gol no jogo, assinalando a virada e a classificação do inesgotável passofundense para as semifinais.
A aventura dos herdeiros do CANHÃO DA SERRA chegava muito próxima de seu cume. 180 minutos separavam o time de Souza, Da Silva e Léo de uma antes improvável, mas agora TATEÁVEL ascensão para a Divisão de Acesso 2013.
Doravante, o mais irônico do confronto contra o Garibaldi não passava pelas quatro linhas. Mas sim, pelo duelo entre CRIADOR e CRIATURA. Pois, lembremos que o técnico do time CHAMPANHISTA era nada mais, nada menos do que CELSO FREITAS. Como diriam os filósofos de BODEGA: “Coisas do futebol”.
Também é digno de nota que o retrospecto não ajudava o time de SERJÃO, haja visto que na primeira fase, o time da serra havia vencido os dois jogos disputados entre as duas equipes.
Mas, contra todo e qualquer fato lógico ou presumível, foram os dois esquadrões para primeira perna da semifinal. O Vermelhão da Serra finalmente recebeu um público expressivo e o alvi-verde fez o dever de casa, Da Silva fez o gol da vitória do Gaúcho em jogo marcado por uma amável troca de socos e pontapés entre integrantes de ambas as comissões técnicas. Lindo.
Os últimos 90 minutos dessa semifinal foram disputados em um Alcides Santa Rosa que recebeu cerca de 1,5 mil ALMAS e que puderam prestigiar um grande jogo.
O jogo do acesso.Logo no início, o Garibaldi já teve gol anulado. E após instituir o TERROR na área guarnecida por FORTES e Nikolas, DÊNIO marcou o primeiro gol do rubro-negro.
E a partida transcorria muito movimentada, bolas na trave de ambos os times, Souza e BAIANO executando ótimas defesas. Na volta da pausa para o RISOLES de carne, a situação, como já de costume, complicou-se para LOS GAUCHOS.
Mozato foi expulso, contudo não esqueçamos NUNCA sobre qual clube estamos falando. Fazendo emergir sua IMORTALIDADE, o Gaúcho chegou ao empate com gol de Castagnete.
Faltava pouco para o acesso, só que nada é fácil para Gilmar Rosso e seus atletas. William fez o segundo gol garibaldense e a pressão do time da casa foi multiplicada. Souza, sempre ele, foi um verdadeiro FORTE CAÇAPAVANO no gol e após TRILHÕES de minutos acrescidos ao tempo regulamentar, o alvi-verde garantiu a vaga na final da SEGUNDONA e, principalmente, o seu lugar na Divisão de Acesso 2013.
No retorno para Passo Fundo, a delegação foi ovacionada com direito a carreata muita PASTELINA para os festejos serem dignos.
Então viventes, agora os senhores(as) sabem como foi o tortuoso e arisco caminho do periquito até chegar a essa final que a cada segundo se aproxima mais.
Um grande confronto entre SPORT CLUB GAÚCHO e CLUBE ESPORTIVO AIMORÉ se aproxima, campanhas completamente opostas, mas camisetas tradicionais e representativas do nosso futebol.
O primeiro jogo será nesse sábado às 19:30 no Vermelhão da Serra, o jogo da volta será domingo que vem, em horário a definir, em São Leopoldo. Que vença o melhor!
Fotos de Jornal da Manhã e Jornal Novo Tempo.
Deveras ansioso e contando os segundos,
Natan Dalprá Rodrigues


Respostas a O verdadeiro imortal veste verde e branco! (parte II)
  1. Mateus Dal Castel Trevizani diz:
    Como o escrete estrelado do Igrejinha sucumbiu na primeira fase, torcerei para o Gaúcho. Pela valentia.
    Desculpa, Natan

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

GAÚCHO NÃO SE ENTREGA


Semana será de treinamento e preparação psicológica

Gaúcho não se entrega e vai em busca do título
Créditos: Rodrigo Accorsi/ON
Torcedor atendeu ao apelo da diretoria e compareceu ao Vermelhão da Serra




Nem o mais pessimista torcedor do Sport Club Gaúcho esperava o resultado de 3x0 para o Aimoré, em pleno Vermelhão da Serra, no sábado, 10. O torcedor, em parte, atendeu ao apelo da diretoria e da comissão técnica do clube para apoiar os jogadores na primeira partida da decisão, mas o resultado deixou a situação muito complicada mais uma vez para o Periquito. 

Apesar disso, o presidente Gilmar Rosso diz que no futebol nada é impossível e que a semana será de treinamento intenso e de preparação psicológica para que os atletas possam entrar em campo com mais tranquilidade no domingo, em São Leopoldo. 

“Tiramos leite de pedra durante esse campeonato. Todos estão muito cansados e extenuados. Gastamos todas as nossas energias no jogo contra o Garibaldi para nos classificarmos. Queremos o título, é claro, mas temos que ter humanidade com esses garotos”, desabafa Gilmar. 

Surpresa

Segundo ele, apesar do mau resultado em casa, o time ainda está na disputa e quer o título. “Não estamos mortos e não vamos nos entregar. Temos que ir para essa decisão com a nossa força máxima. Vamos treinar e motivar os nossos jogadores ainda mais nessa semana”. 

O preparador físico e ex-zagueiro do Gaúcho, Serjão, diz que o time enfrentou uma equipe muito qualificada e reconhece o mérito do Aimoré por ter conseguido um excelente resultado fora de seus domínios. “Nós jogamos bem, tivemos inúmeras oportunidades, mas eles souberam aproveitar melhor as poucas chances que tiveram. Prevaleceu a campanha do Aimoré durante todo o campeonato”, avalia. Ele também acredita que o Gaúcho pode surpreender fora de casa. “Esse grupo já fez tanta coisa no durante o campeonato e porque não podemos fazer 3x0 em São Leopoldo?”, questiona

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

CAMPEÕES DA SOLIDARIEDADE


Publicada em: 14/11/2012 - 07:15 , por Rodrigo Accorsi/ON

CAMPEÕES 

Atletas do S.C. Gaúcho entregam brinquedos no Lar da Menina

Créditos: Rodrigo Accorsi/ON

 Na tarde de ontem os jogadores do Sport Club Gaúcho entregaram brinquedos às crianças atendidas pela Fundação Beneficente Lucas Araújo, o Lar da Menina, em Passo Fundo. A iniciativa partiu do atacante Da Silva, que no início da Segundona fez uma promessa, principalmente pelas dificuldades que o time enfrentou na fase de grupos da competição. “Prometi a Deus que se nós conseguíssemos subir para a Divisão de Acesso, juntamente com meus companheiros, faria essa doação em agradecimento e hoje podemos estar aqui realizando o sonho dessas crianças. Estou muito feliz”. Logo que fez a proposta a seus companheiros, Da Silva conta que todos aceitaram de bom grado e que todos se sentiram muito bem em poder ajudar uma das entidades que atende crianças carentes no município. “Alguns não puderam estar aqui hoje, mas graças a Deus, todos ajudaram”.










Gratificante





O também atacante Léo, que fez alguns gols decisivos para o Gaúcho nesse ano é ex-aluno do Lar da Menina. Ele diz que conhece a realidade de cada uma das crianças atendidas e que se sente gratificado em poder ajudar. “Eu comecei aqui e conheço a maioria das pessoas daqui. É gratificante. Ajudamos com pouco, mas é muito legal ver a alegria nos olhos dessa criançada ao receber os presentes”. As crianças não conseguiam esconder a felicidade em receber um carrinho ou uma boneca das mãos dos atletas e o jogador Nícolas conta que todos apoiaram prontamente a iniciativa de Da Silva. “É uma grande satisfação em fazer a alegria dessas crianças, pelo menos por um dia. Hoje estamos aqui fazendo a festa com eles”. O zagueiro Ito, que não pôde jogar a primeira partida da final contra o Aimoré por causa de uma contusão, era um dos mais contentes no meio das crianças. “Concordamos com a ideia de trazer um pouco de alegria para essa criançada e isso é o mais importante para nós”. 

Alegria 














Atualmente o Lar da Menina atende a 174 crianças em dois turnos e conta com 35 professores. A orientadora pedagógica da casa, Maria Reves Pivotto, parabeniza os atletas do Gaúcho pelo gesto e diz que é um gesto simples e que traz muita alegria para as crianças, que recebem os presentes, por mais simples que sejam. “É uma troca mútua porque eles conhecem como é o dia a dia de cada uma das crianças aqui. Um gesto de fraternidade e que faz a alegria deles”. Além da importância do gesto dos jogadores, Maria conta que as crianças precisam brincar, porque é dessa forma que aprendem e que desenvolvem sua personalidade. “É dessa forma que elas se socializam e desenvolvem seu potencial. Estão todos de parabéns”, completa.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

SESSÃO SOLENE



Câmara Municipal realiza Sessão Solene em homenagem ao SC Gaúcho 



Nesta quarta-feira, dia 14 de Novembro, por proposição do Vereador Juliano Roso, acontece na Câmara de Vereadores de Passo Fundo, uma Sessão Solene em homenagem ao SC GAÚCHO  pela conquista  a Divisão de Acesso de 2013

DIA:              14.11.2012
HORÁRIO : 17:30 hrs 
LOCAL:       CÂMARA DE VEREADORES DE PASSO FUNDO 

domingo, 11 de novembro de 2012

O VERDADEIRO IMORTAL VESTE VERDE E BRANCO! (Parte I)


O verdadeiro imortal veste verde e branco! (Parte I)

Caro amigo que assim como eu compartilha do PRAZER dessa DEMÊNCIA chamada futebol, convido você para fazer uma breve reflexão.
Pense no seguinte quadro: seu time tem quase um século de vida, está às portas de uma competição que é a ÚNICA que restou no seu calendário, o grupo de jogadores aptos a atuar é formado por uma PIAZADA com pouca experiência, seu ESTÁDIO está abandonado e pode ser penhorado a qualquer momento por uma dívida gerada devido a uma tragédia e seu rival citadino acaba de ascender para a competição MÁXIMA do estado.

Pois é, este era o cardápio INDIGESTO que era oferecido aos torcedores do Gaúcho pouco antes do início da SEGUNDA DIVISÃO do CHIMARRÃO 2012. Todavia, atuando contra todo e qualquer prognóstico, o Presidente do clube, Gilmar Rosso fez com que a participação do Gaúcho no mais NEBULOSO certame de nossa terra fosse assegurada.
Senão vejamos, sem uma CANCHA para chamar de sua, os bravos alvi-verdes tiveram que se virar. Para treinos, o time DE LOS PONTES, obteve permissão de utilizar os campo do Seminário Nossa Senhora Aparecida. Já para as peleias, a torcida teve de engolir o orgulho e jogar na casa do rival Passo Fundo, o Vermelhão da Serra.
No dia 5 de agosto, contando com apenas 20 atletas no plantel e sem os reforços oriundos da Divisão de Acesso, os passo-fundenses tiveram a primeira batalha contra o Nova Prata em solo serrano. Aproveitando-se do BAFÃO de sua torcida, a ANP definiu o jogo em dois tentos a zero, dando uma prévia das dificuldades que cercariam o time do outrora imponente Volmar Salton.
Na segunda fecha, já com o técnico Celso Freitas na casamata, um clássico da região contra o Atlético de Carazinho. E após uma partida bastante pegada, tivemos um empate por 1 a 1. Aí o goleiro Souza, os defensores Fortes e Marcelo, além do meia André Tereza já começavam a se destacar.

Na outra semana, o Gaúcho recebeu o Aimoré e não resistiu aos Índios Capilés, mesmo tendo a estreia de Da Silva e Adriano. Chegou o quarto jogo alvi-verde na CONTENDA segundina frente ao Igrejinha na terra do CHOPP de ITU. Já contando com as presenças de William Castagnette, Jéferson e Paulo, o periquito fez sua melhor partida até então, criando muitas oportunidades de gol. Porém, num dos caprichos do futebol, levou um gol no primeiro tempo e só foi empatar aos 48′ da segunda etapa com gol do DEBUTANTE Jéferson.

Retornando ao BIG RED da Serra, o Garibaldi foi a nova pedra no sapato do time do massagista CHAPARINI, os guris da terra da CHAMPANHA atuaram como se estivessem entre parreiras serranas e sapecaram dois a zero no já ESQUÁLIDO escrete de Passo Fundo. Ao menos surgiu a notícia de uma parceria entre o clube e a UPF para realização de avaliações e treinos na área física e de controle na área fisiológica.
O segundo turno se iniciou e o Gaúcho ainda buscava sua primeira vitória. A evolução do time era notável, mas a DANADA da palavrinha que começa com V ainda não aparecia nos scoutsverdes. A abertura da segunda perna da primeira fase traria um novo confronto contra o AGE, dessa vez no Alcides Santa Rosa. Demonstrando conhecer até mesmo as ROSETAS do terreno, o Garibaldi novamente fez o clube TEIXEIRINENSE padecer. Novo escore de 2 a 0 pró CHAMPANHISTAS.

O cenário para a sétima rodada era desolador, 2 pontos conquistados em 18 disputados e um jogo contra uma gurizada PELEADORA como era a do time do Igrejinha. Mas, demonstrando ser acima de tudo um clube TURRÃO e BAGUAL, o Periquito bateu o time de CROUCH por 2 a 1, obtendo sua primeira vitória em casa e na competição, tentos anotados por CASTAGNETTE e Da Silva.
Na oitava rodada, Aimoré e Gaúcho foram BRIGAR DE FACA no Monumental do Cristo Rei. Apesar do Cacique da Taba, naquele momento estar invicto e ainda ter saído ganhando logo no início do jogo, os herdeiros do CLÃ Pontes não se entregaram. Deram um calor gigantesco no alvi-azul e chegaram ao empate com gol de Léo, que sempre entrara nos segundos tempos para fazer um SALSEIRO nas defesas adversárias. Leia um relato EMBASADO desse banzé aqui.



Na penúltima partida da primeira fase, o Gaúcho andou poucos quilômetros e foi até a terra de LEONEL DE MOURA BRIZOLA, enfrentar o belicoso plantel carazinhense. Lá, não tomaram conhecimento e com dois gols de Adriano bateu o Atlético por 2 a 0.
Sim, o impossível tomava corpo, de já fadado a uma eliminação precoce, o time de Passo Fundo ingressava na última rodada como candidato a uma das vagas para os mata-matas da SEGUNDONA.
Para essa última PASSAGEM da primeira fase, tínhamos o seguinte CAUSO: o Igrejinha era o quarto colocado com 9 pontos e saldo -1, os passo-fundenses vinham com os mesmos 9 pontos e saldo -5. Além de ter que vencer o Nova Prata em casa, tirar a diferença de gols, os comandados de Celso Freitas precisavam secar os igrejinenses com olho mais GORDO do que BALEIA DOBRADA. O tricolor do Vale do Paranhana mediria forças frente o Aimoré em solo leopoldense, no mesmo horário.
O ensolarado sábado do dia 6 de outubro trouxe um jogo parelho e RENHIDO que resultou num 0 a 0 entre PONTEANOS e PRATENSES segurado bravamente pelo goleiro reserva TITI que substituiu a altura o SÓLIDO Souza. Já pelas bandas do Rio dos Sinos, o Aimoré colaborou e RELHOU o Igrejinha por 2 a 0, fazendo com que os 10 pontos obtidos pelo Gaúcho fossem suficientes para garantir a quarta e última vaga do Grupo A.
Após a PUJANTE arrancada na parte final da primeira fase do certame, o alvi-verde teria pela frente o líder da Chave B que ostentava em seu cartel, a insígnia brilhante da invencibilidade. Complicado né? Além do mais sem o MAQUINISTA da locomotiva da terra de Teixeirinha. Sim, Celso Freitas recebeu uma boa proposta e saiu do comando do time.
Mas isso e todo o restante de feitos HERCÚELOS gauchistas são assunto para a segunda parte deste APANHADÃO da campanha do Periquito.
As fotos são do Diário da Manhã.
Continua…
Comendo uma bergamota ao som de Gaúcho de Passo Fundo,

Natan Dalprá Rodrigues
todacancha@impedimento.org

1.       Franco Garibaldi diz:
Eu sou completamente suspeito, mas nunca engoli direito pontos corridos e o escambau. O que chamam de “justo”, eu entendo como benéfico apenas a quem tem mais grana e estrutura (pontos positivos que deveriam fazer diferença até no formulismo, mas…).A trajetória do Gaúcho nessa terceirona é fantástica. Não só (como se desse pra resumir num “só” tudo de ruim que aconteceu) pelo ocorrido nos anos passados, mas na própria compet~ição. Um time que se classifica na bacia das almas e, por isso, é obrigado a encarar clubes melhor classificados que ele (e, consequentemente, melhores tecnicamente que ele).E, ainda assim, vai lá e supera um a um e chega ao objetivo, antes apenas sonhado. Deixa pra trás clubes que deveriam, com base na tal justiça, espanar esse quase intruso. Só que não.Digam o que quiserem, mas só o formulismo dá emoção às competições. Quem não concorda, que siga bocejando com os pontos corridos e sua falácia de que “cada jogo é uma decisão”.
2.       Zezinho diz:
Grandíssimo relato, Natan!