sábado, 2 de março de 2013

SEMPRE GAÚCHO


Publicada em: 01/03/2013 - 08:20 , por Luiz Carlos Schneider/ON
A A A

O sempre Gaúcho de Passo Fundo

Muito trabalho e a expectativa de bom campeonato dão o tom na preparação e formação da equipe do Sport Clube Gaúcho

Créditos: Luiz Carlos Schneider/ Jornal O Nacional 
O sempre Gaúcho de Passo Fundo
















Voltando, chegando, reiniciando ou continuando, não importa. É sempre o Gaúcho de Passo Fundo. É o Sport Clube Gaúcho que fará o jogo de abertura da Série A-2 do Campeonato Gaúcho, com o Avenida. Será em 16 de março, sábado, em Santa Cruz do Sul, no Estádio dos Eucaliptos. Marca a volta do Gaúcho de Passo Fundo à antiga divisão de acesso, tentando uma vaga na divisão especial.

A equipe para a estreia já está encaminhada. Os preparativos são intensos, na área da Faculdade de Educação Física da UPF. O grupo de atletas é formado por jogadores que participaram da conquista do ano passado, acrescido por contratações e selecionados no peneirão. É uma mescla da juventude com a experiência, no grupo que tem jovens vindos da categoria de base trabalhando ao lado do consagrado goleador Sandro Sotilli.

Elenco-laboratório

A parceria do Gaúcho com a UPF é de proveito mútuo. A UPF transformou o elenco do Gaúcho em um laboratório de pesquisas, enquanto disponibiliza seus laboratórios para o elenco. Na quarta-feira o grupo trabalhou pela manhã na academia, com orientação dos professores Nelson e Felipe. À tarde tiveram trabalho técnico com o treinador Ricardo Atollini. Ontem pela manhã o preparador físico Marco Aurélio comandos exercícios de velocidade e potência, dando folga ao elenco no turno da tarde.

Nesta sexta-feira os trabalhos serão em dois turnos. Na parte da manhã estarão na musculação, à disposição do pesquisador da UPF Nelson Tagliari. À tarde Atollini orienta os trabalhos com bola.

Qualidade e reposição

“Interessante e dá para tirar muito”, assim Ricardo Atollini define o grupo de jogadores do Gaúcho. “Conheço bem o perfil de cada um e sei que teremos uma equipe bastante competitiva e rápida” Ele vê muita qualidade técnica nos jogadores que chegaram.

Mesmo com um perfil definido, ainda faltam elementos para a equipe na visão de Atollini. Então, devem desembarcar mais três reforços para a fase inicial do campeonato. E, depois, com o final do Gauchão, mais três jogadores poderão migrar para o Gaúcho. Um dele é Fininho, atualmente no Veranópolis. “Necessitamos de algumas peças a mais, não apenas por questão de qualidade a mais, mas para que tenhamos mais tranquilidade na reposição durante a competição”, explica o técnico.

Time e adversários

O time não está definido, mas está delineado. Daniel; Ivan, Marcelo, Gamarra e Vagno; Alécio, Guilherme, Polidoro e Danilo Conceição; Sandro Sotilli e Léo. Pelo menos esta deverá ser a formação no próximo amistoso no final de semana. O adversário deve ser uma equipe amadora da região.

Ricardo Atollini conhece bem os adversários e sabe que este ano a competição será difícil. Cita como fortes adversários o Brasil de Pelotas, Ypiranga de Erechim, Avenida de Santa Cruz, este pela tradição, Rio-grandense de Santa Maria, Frederiquense, Aimoré e São Paulo de Rio Grande.

O técnico vem trabalhando no esquema 4-4-2, mas também testa o 3-5-2 e ainda o 3-6-1. “Estamos treinando e trabalhando os esquemas. Dentro e fora de casa vamos atacar sempre, mas ao mesmo tempo com uma postura defensiva muito boa”. Aos poucos Ricardo vai encaixando as peças “para que todos possam render o melhor possível”. E parece que as peças estão se encaixando, pois o técnico afirma convicto que “a expectativa é muito boa”. O bom astral, idem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário