segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

HISTÓRIA

Dados Históricos
Nome: Estadio Wolmar Salton
Sigla: Estádio da Montanha
Fatos Relevantes:

ESTÁDIO WOLMAR SALTON Em 1953 na gestão do Presidente Armando Menegaz e do Vice-Presidente Nilo Zimmermann, o Sport Club Gaúcho, adquiriu a área para construção de seu estádio.
Vale lembrar que o clube h
avia deixado o Estádio da Montanha, na Vila Vergueiro, à pedido do proprietário do imóvel, ainda em 1951. Portanto não tinha campo para mandar seus jogos e sequer campo de treinamento.

Treinava no campo do IE ou no Estádio Tingana, do Independente. Os jogos eram também no Tingaúna ou então no Estádio da Baixada que pertencia ao rival 14 de Julho.
A partir daí começaram as obras para cercar o terreno, aplaina-lo, gramar, instalar os alambrados, as goleiros, demarcação do campo etc. O clube contou com a ajuda da empresa Menegaz S.A. cujos funcionários trabalhavam voluntariamente nos finais de semana e ainda com os jogadores do Carlos Gomes, clube varzeano, que mesmo antes da inauguração do estádio já jogava pelo campeonato da cidade.

Foi o Carlos Gomes, por exemplo, quem comprou e instalou as traves. Foram quatro anos de muito esforço da direção alviverde, seus torcedores e colaboradores no sentido de concluir o estádio.
Ele foi inaugurado festivamente no dia 24 de abril de 1957, com a visita do Grêmio Porto-Alegrense em nossa cidade. O Grêmio era o campeão gaúcho e veio com seu time principal, exceção do goleiro Germinaro e do meia Milton Kuelle, que estavam lesionados.

O Gaúcho possuía um time amador, embora pertencesse à categoria profissional. Seu elenco de jogadores era composto por estudantes, militares e alguns atletas recrutados na várzea. O jogo terminou com o placar de 8 x 2 para o Grêmio.
Os dois trimes jogaram assim: Gaúcho: Rebequinho, Finco Vete e Hugo Loss; Branco Ughini e Nicanor; Enir (Perez), Vetinho, Careca, Armando Rebechi e Aderbal Pitágoras. O Grêmio: Onetti, Figueiró, Airton Pavilhão e Bob; La Guardia e Ênio Rodrigues; Toquinho, Gessy, Juarez, Delém e Vieira.

Apenas por curiosidade. O Grêmio tinha dois super-craques, Airton e Gessy. Bob vinha do Botafogo RJ, Figueiró, do Santos, e Delém, prata da casa, depois se consagrou como jogador do Vasco da Gama e River Plate da Argentina. Figueiró, Airton e Ênio Rodrigues, haviam sido campeões Pan-Americanos com a seleção brasileira, em 1957, ou seja, apenas um ano antes.

No dia da inauguração não havia lugar para sentar, pois não foram construídas as arquibancadas. Ao chegar ao estádio o torcedor Wolmar Salton se comoveu com a situação e doou toda a madeira para construção de um pavilhão social para o clube. Por esta benemerência, o estádio recebeu oficialmente seu nome. Melhorias foram sendo acrescentadas ao logo dos anos.

Em 1967, quando o clube jogou pela primeira vez na divisão especial foram construídas novas arquibancadas, atrás de uma das goleiras e na parte oposta ao velho pavilhão. Da década de 1970, o estádio foi iluminado (1977) e novo pavilhão, com cabines de imprensa foi construído. Há pouco mais de três anos, em razão de pendências judiciais o imóvel pertencente ao clube foi leiloado. A destinação final do imóvel ainda depende de recursos judiciais, mas a atual diretoria do clube tem esperanças de retomar o estádio e revitaliza-lo para futuras competições.
Dados Históricos por: Marco Antonio Damian

Nenhum comentário:

Postar um comentário