sexta-feira, 18 de março de 2011


Esporte | Publicado em 18/03/2011 14:00:03

A esperança é verde - parte 2


Com causa “praticamente perdida”, Gaúcho consegue que decisão sobre leilão da sede aconteça em maio


Marcelo Alexandre Becker/ON

Se na apresentação do elenco para a temporada 2011, o título “A esperança é verde”, cabia bem para o Gaúcho na Segundona, o mesmo vale para a questão referente à anulação da venda do estádio Wolmar Salton, onde o clube passou de estar com a causa “praticamente perdida”, para agora ter grandes chances de ter sua sede novamente.

“A Patricia (Alovisi, advogada do clube) fez um gol aos 49 do segundo tempo”, falou o esperançoso presidente Gilmar Rosso. Em sessão da 6º Turma do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, tudo indicava que o relator manteria a decisão inicial, e confirmaria a venda, mas depois da argumentação feita pela advogada do Gaúcho, o julgamento foi suspenso. 


“Se ainda não ganhamos, pelo menos já empatamos este jogo. A Patrícia falou sobre a história do Gaúcho, sobre a relação que o Gaúcho tem com a comunidade de Passo Fundo, e com isso o relator pediu mais tempo para analisar o conteúdo do processo”, disse Rosso, informando que a decisão deverá ocorrer em maio, curiosamente mês de fundação do Sport Club Gaúcho.

O que o clube quer

Com a anulação da venda, e assim ter toda a sede novamente, a atual diretoria do Gaúcho buscaria vender a sede social do clube por um preço condizente ao valor de mercado da área, e assim garantir o pagamento referente ao tratamento do garoto que se acidentou no clube  e  pagar os outros débitos . Com isso o alviverde ficaria ainda podendo usar o estádio Wolmar Salton para mandar os seus jogos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário